Mudanças entre as edições de "Carta ao amor"

De Sexta Poética
Ir para navegação Ir para pesquisar
(Inspirado pela Anne de Green Gables)
 
m (cat)
 
Linha 36: Linha 36:
 
Que nada me resta a contar
 
Que nada me resta a contar
 
</poem>
 
</poem>
 +
 +
[[Categoria:Solstag]]

Edição atual tal como às 03h50min de 7 de junho de 2020

Amor, querido amigo
Como e com quem partiste?
Depois de tanta poesia
Buscaste enfim nova via
Me deixaste ao desabrigo

Nem te contesto a escolha
Nossas aventuras tristes
Devem ter te convencido
Que a minha companhia
Te era só tempo perdido

Mas gostaria de saber
Que caminho tu seguiste
Se, pois, sem nos aventurar
Quero então te imaginar
Do lado de quem quer que seja

Batendo junto a um coração
Que, a tua vibração, almeja
E sofre na multidão
A solidão de quem deseja
Viver essas tuas cores

E quanto a mim,
Que já quis infinitos amores
Com quem suportar
De outra forma tão cruéis
Luares à beira do mar

Enquanto sigo abandonado
Não pelo arisco ser amado
Mas por ti, doce amar
Temo só ter a dizer-te
Que nada me resta a contar