Mudanças entre as edições de "Discussão:Brasiléia"

De Sexta Poética
Ir para navegação Ir para pesquisar
(→‎Métrica: nova seção)
Linha 1: Linha 1:
== Métrica e proposta de inclusão ==
+
== Proposta de inclusão ==
  
 
Houve uma proposta do Nevinho de incluir o poema [[...de Piratininga]] à Brasiléia. Afora as metaquestões de inclusão que discutimos por lá, ocorreu-me que o poema tem uma métrica e tom um tanto diferentes da Brasiléia. O que acham? Será que faz sentido incluir? Uma possibilidade é introduzir o poema com alguns versos, ainda na forma da brasiléia, anunciando uma ode à parte. Outra é tentar modificá-lo para que se adeque melhor. Ou, simplesmente ignorar essa questão, num espírito mais colcha de retalhos. --[[Usuário:Solstag|Solstag]] 23h00min de 16 de abril de 2012 (BRT)
 
Houve uma proposta do Nevinho de incluir o poema [[...de Piratininga]] à Brasiléia. Afora as metaquestões de inclusão que discutimos por lá, ocorreu-me que o poema tem uma métrica e tom um tanto diferentes da Brasiléia. O que acham? Será que faz sentido incluir? Uma possibilidade é introduzir o poema com alguns versos, ainda na forma da brasiléia, anunciando uma ode à parte. Outra é tentar modificá-lo para que se adeque melhor. Ou, simplesmente ignorar essa questão, num espírito mais colcha de retalhos. --[[Usuário:Solstag|Solstag]] 23h00min de 16 de abril de 2012 (BRT)

Edição das 01h24min de 23 de abril de 2012

Proposta de inclusão

Houve uma proposta do Nevinho de incluir o poema ...de Piratininga à Brasiléia. Afora as metaquestões de inclusão que discutimos por lá, ocorreu-me que o poema tem uma métrica e tom um tanto diferentes da Brasiléia. O que acham? Será que faz sentido incluir? Uma possibilidade é introduzir o poema com alguns versos, ainda na forma da brasiléia, anunciando uma ode à parte. Outra é tentar modificá-lo para que se adeque melhor. Ou, simplesmente ignorar essa questão, num espírito mais colcha de retalhos. --Solstag 23h00min de 16 de abril de 2012 (BRT)

Métrica

Sobre ter desfeito uma edição, primeiro eu realmente gosto de como aqueles versos soam, e não acho necessário tamanho cuidado com a métrica. Mas, ao mesmo tempo, a métrica particular dessa estrofe em oito sílabas é perfeita, mas mais complexa do que aparenta. Vou destrinchar aqui:

No 1 prin 2 cí 3 pio é 4 ra 5 mos 6 po 7 vos 8
De 1 mil 2 no 3 mes 4 lín 5 guas 6 ter 7 ras 8
Tí 1 nha 2 mos 3 nos 4 sas 5 mil 6 fés 7 Lu 8
tá 1 va 2 mos 3 nos 4 sas 5 mil 6 guer 7 ras 8

Notem que o terceiro e quarto versos encontram-se divididos na métrica, um balanceando o outro! Por isso não é evidente o acordo =)

Abraço!

--Solstag 01h23min de 23 de abril de 2012 (BRT)