Mudanças entre as edições de "Sexta, 14/04/2006"

De Sexta Poética
Ir para navegação Ir para pesquisar
(Criou página com '{{Comentário}}<poem> Contigo aprendi que a coisa mais triste do mundo é um homem que foi, depois de fisgado, desprezado por sua mulher. (urdidura bem tramada, rede de malha m...')
 
m
 
(Uma revisão intermediária por um outro usuário não está sendo mostrada)
Linha 1: Linha 1:
{{Comentário}}<poem>
+
<poem>
 
 
 
 
 
Contigo aprendi que a coisa mais triste do mundo
 
Contigo aprendi que a coisa mais triste do mundo
 
é um homem que foi, depois de fisgado, desprezado por sua mulher.
 
é um homem que foi, depois de fisgado, desprezado por sua mulher.
Linha 14: Linha 12:
 
Os peixes pequenos são mesmo desprezados,
 
Os peixes pequenos são mesmo desprezados,
 
pois não passam pela fiscalização do SEBRAE, desculpe, IBAMA, ato falho.
 
pois não passam pela fiscalização do SEBRAE, desculpe, IBAMA, ato falho.
 +
</poem>
  
  
{{Comentário}}[[Categoria:Sexta poética]]
+
{{Comentário}}[[Categoria:Sextas refugadas]]

Edição atual tal como às 14h27min de 11 de dezembro de 2016

Contigo aprendi que a coisa mais triste do mundo
é um homem que foi, depois de fisgado, desprezado por sua mulher.
(urdidura bem tramada, rede de malha muito fina)
Ainda mais depois do amor
que ele não teve depois de voltar.
Escrever essas palavras
em linhas de nylon não muda em nada
a tristeza permanece no barco
mas pelo menos tira da carne esse anzol.

Os peixes pequenos são mesmo desprezados,
pois não passam pela fiscalização do SEBRAE, desculpe, IBAMA, ato falho.