Mudanças entre as edições de "Sexta poética"

De Sexta Poética
Ir para navegação Ir para pesquisar
(apagando link com Facebook: obsoleto!)
(partimos de uma bela Despedida :-))
Linha 34: Linha 34:
  
  
[[Julianaedaniel]]
+
[[Despedida]]
  
  
 
<poem>
 
<poem>
Agora, após a aurora
+
Já está chegando a hora de ir
Da vossa jura perante o altar
+
Venho aqui me despedir e dizer
Sinto a vida sempre sorrindo
+
Em qualquer lugar por onde eu andar
Para quem se deixa amar
+
Vou lembrar de você
 +
Só me resta agora dizer adeus
 +
E depois o meu caminho seguir
 +
O meu coração aqui vou deixar
 +
Não ligue se acaso eu chorar
 +
Mas agora adeus
 +
 +
Saudades dos *filhinhos* do Bela Vista...
  
Vôem pelo mundo afora
+
[[:Categoria:Heidy Thiemi|Heidy Thiemi]]
Retornem pra nos abraçar
 
Amantes são antes amigos
 
E amigos também sabem amar
 
 
 
Tragam consigo mais mundos
 
Façam de si mais pessoas
 
 
 
Vivam nos gestos
 
Nos passos de dança
 
Em cada memória
 
E nova esperança!
 
 
 
 
 
[[:Categoria:Solstag|Solstag]]
 
 
</poem>
 
</poem>
 
</div>
 
</div>

Edição das 14h45min de 27 de outubro de 2016

Bem vindo!   128px-Globe of letters.svg.png    Hoje é quinta-feira, 26 de maio em 2022.    600px-Wikibrasil.png

POEMA DA SEMANA


Despedida


 Já está chegando a hora de ir
 Venho aqui me despedir e dizer
 Em qualquer lugar por onde eu andar
 Vou lembrar de você
 Só me resta agora dizer adeus
 E depois o meu caminho seguir
 O meu coração aqui vou deixar
 Não ligue se acaso eu chorar
 Mas agora adeus
 
 Saudades dos *filhinhos* do Bela Vista...

Heidy Thiemi

Já publicamos 603 criações literárias.


Este site é uma wiki! Significa que, com exceção de algumas poucas páginas estruturais como esta, páginas podem ser criadas e editadas livremente por qualquer pessoa. Sugerimos, contudo, que você se cadastre, caso deseje que suas contribuições possam ser identificadas pelo seu nome de usuário.


O Movimento Colaborativo Sexta poética tem o intuito de ser um vetor capaz de fazer fluir o impulso poético dos indivíduos para a comunidade e da comunidade para os indivíduos. É uma ode à subjetividade, um sítio onde pode-se ler o que outras pessoas escrevem e onde qualquer pessoa pode escrever à vontade.