Mudanças entre as edições de "Almas peladas"

De Sexta Poética
Ir para navegação Ir para pesquisar
(tou com essa frase na cabeça há algum tempo... sei que tem um poema aí)
 
(pronto, taqui um poema! ;D (já tinha escrito quando fiz o primeiro registro) mas devem ter outros... assombrando por aí!)
Linha 2: Linha 2:
  
 
Assombradas circulam as almas peladas
 
Assombradas circulam as almas peladas
 +
Cochilam de dia à sombra das ninfas
 +
Para à noite dançarem com faunos e fadas
 +
 +
Assombração cândida de almas lavadas
 +
Vertendo luxúria do éter macio
 +
Copulando plasma, fantasmas no cio
 +
 +
Assombrai-me também criaturas safadas
 +
Carreguem-me pela libido desse rio
 +
Que a morte não cesse o desejo, me agarra
 +
Em perpétuo tesão a parir arrepio!
  
 
</poem>
 
</poem>
  
[[Categoria:Solstag]]
+
[[Categoria:Poemas abertos]]

Edição das 04h06min de 13 de janeiro de 2012


Assombradas circulam as almas peladas
Cochilam de dia à sombra das ninfas
Para à noite dançarem com faunos e fadas

Assombração cândida de almas lavadas
Vertendo luxúria do éter macio
Copulando plasma, fantasmas no cio

Assombrai-me também criaturas safadas
Carreguem-me pela libido desse rio
Que a morte não cesse o desejo, me agarra
Em perpétuo tesão a parir arrepio!